sexta-feira, 27 de março de 2009

tetodecéu

Eu queria mesmo era morar num balão
Desses que vejo partindo em céu azul daqui da estrada!

Balão colorido de amarelo, de vermelho e de azul.
Ah, se sêsse assim que seria tão bom!
Ia mesmo era comer pão quentadinho pelo sol com geléia de morango escorrendo pelas beiradas.
Que ia sentir vento na cara pra refrescar
E abrir a boca pra comer algodão docinho de nuvem
Sede? Nóis matava com água da chuva
Abria o bocão, fechava os olhim e deixava cair goela abaixo.

E quando balão não queresse avoar mais,
Aí nóis escolhia morrer!
Eu, o balão, a geléia e o pão!

Seguidores

Arquivo do blog