domingo, 22 de março de 2009

"Isabela, mas você vai fazer Direito?Sério? Nada a ver com você..."

Desigualdade.
algo nem tão mal assim.
A desigualdade pode ser necessária e bonita.
Sejamos desiguais!
Cada um com sua cor, seu rosto, sua cara e sua marca!
Cada um com seus gestos, suas bocas e seus gostos.
Cada um com seu bom ou mau senso.
A igualdade que deve existir é a jurídica.
Eu me encanto quando ouço "...e todos são iguais perante a lei"
e acredito. sim. acredito de verdade.
Diante de um livrinho, não importa cor,credo,cabelo,pinta,grana.
Todos são iguais.
Todos tem os mesmos direitos. Todos tem os mesmos deveres.
Há uma atmosfera linda ao redor dessas palavras.
Um encanto.
Algo mágico em pensar que isso existe, embora não pareça existir.
Há de existir, ó Justiça!
...
Que com os meus pequenos conhecimentos, eu possa mostrar àqueles que não sabem, os seus direitos.
Que eu possa dar voz para quem não sabe falar. e que eu grite por eles, BERRE.
Que eu possa mostrar que o seu mundo pode ser melhor, porque você nasceu, é um homem, um cidadão brasileiro!
Que eu consiga, com todo meu enorme idealismo, alfabetizar juridicamente pessoas que não sabem o quanto PODEM nesse mundo!
Que eu acaricie com uma vida melhor o coração de Josés e Marias.
Que eu cumpra a beleza que há no Direito,
e que essa beleza deixe de ser pura teoria para mim!
E viva o Brasil!

Seguidores

Arquivo do blog