segunda-feira, 2 de março de 2009

Sem cores, por enquanto.

Ele quer desfilar numa Avenida
e que se derrame uma chuva de confetes sobre ele!
Logo em seguida, vem a Colombina.
Ele se faz Pierrot.
De repente,ele senta e começa a escrever versos.
O carnaval pára.
O bloco pára.
Todos param pra ver suas letras desfilarem na Avenida.
E ele retrata a cena (em preto e branco!)

Pierrot Paradoxal.Eu só o vi uma vez, mas precisava registrar aqui essa vista!

Seguidores

Arquivo do blog