segunda-feira, 2 de março de 2009

Carnaval na quinta-feira

Quando a velha desdentada e feia, conhecida como a mais rabugenta da vila chegou à janela de sua casa cheirando a mofo, viu o prédio bonito refletindo o sol em seu vidro caro.
Após se distrair, algo lhe chamou a atenção!
Era em uma das janelas do prédio, não se sabe bem o porquê, mas sua vista pareceu ficar bem próxima da cena, podendo reparar detalhes.
Via uma menina, cabelos claros e um vestido longo, muito colorido e florido.
Ela estava sozinha, mas nem parecia, de tanto que ria!
Em sua mão, várias fitas coloridas que a menina balançava enquanto rodava.
Uma música
Um samba lindo,
e a princesa parecia desfilar em sua própria escola de samba
em seu próprio carnaval
morria de rir, gargalhava
rodava, rodava em volta de seu vestido até trançar as pernas
balançava as fitas para o alto, para os lados
e dançava, lindamente.
A velha foi tomada por um sentimento estranho, algo que a incomodava, aquela alegria a irritava.
Quando ela piscou os olhos, a cena não estava mais ali, nem nada daquilo
Foi então que ela viu...
a menina era ela, em algum futuro bem próximo!

Seguidores

Arquivo do blog